Páginas

sábado, 29 de setembro de 2012

5 Fatos Incríveis Sobre Cobras


destaque-cobra

As serpentes não têm orelhas, mas a maioria tem uma visão melhor do que a do Super Homem. Elas não têm narizes, mas podem sentir cheiros com muita habilidade. As presas das serpentes venenosas, que evoluíram a partir dos dentes, estão entre os mais avançados sistemas de armas biológicas do mundo. Não existe uma estrutura comparativamente tão avançada nem tão sofisticada, como a presa e a glândula venenosa de uma cobra cascavel. Aqui estão mais 7 fatos incríveis sobre esses animais:

1 – COBRA COMEM SEUS FILHOTES

Cientistas descobriram que muitas mães cascavéis comem alguns de seus filhotes não sobreviventes; é o chamado “canibalismo pós-parto”. As mães do estudo comeram até 11% de seus ovos e filhotes mortos. Assim ela pode recuperar boa parte da energia perdida na reprodução, sem ter que caçar para se alimentar, uma atividade perigosa que requer tempo e muito trabalho.

2 – UMA SERPENTE PODE COMER OUTRA, MAIOR DO QUE ELA

Para resolver um mistério de longa data sobre como uma “King Snake” consegue comer outra cobra ainda maior do que ela, pesquisadores gravaram e assistiram a coisa toda acontecer. A King desliza suas mandíbulas sobre a presa como uma esteira, depois comprime sua própria coluna vertebral como uma sanfona para fazer a cobra descer pelo seu interior. Só então, quando tudo está dito e feito, a King vomita um pouco de volta.

3 – COBRAS PODEM “VOAR” MAIS DE 15 METROS

Se as cobras do gênero Chrysopelea – o gênero das “cobras voadoras” – quiserem passar de uma árvore para a outra sem descer, elas voam. Bem, na verdade elas planam. Para decolar, elas caem ou ativamente saltam de um galho para chegar mais alto e planar mais longe. Em seguida, elas achatam o corpo e fazem ondas em formato de S para terem estabilidade no “voo”.

4 – PÍTONS COMEM PRESAS INTEIRAS, COM OSSOS E TUDO

Cobras como as sucuris podem passar meses sem uma refeição. Porém, quando elas comem, não desperdiçam nada. Essas serpentes desenvolveram um sistema para extrair o cálcio do esqueleto de suas presas, contribuindo para uma refeição mais nutritiva. Elas são, portanto, fisicamente adaptadas para lidar com jejuns prolongados, realimentando-se com grandes refeições e intensa digestão e absorção de nutrientes.

5 – AS COBRAS MIRAM OS SEUS OLHOS

As “cobras cuspidoras” (Najas) na verdade não cospem. Em vez disso, contrações musculares espremem a glândula de veneno da cobra, forçando o veneno a sair das presas da serpente alcançando até quase 2 metros de distância. Se elas acertarem os olhos da presa, a neurotoxina pode cegá-la. E, em 2005, os cientistas descobriram que elas realmente apontam para os olhos. E tem mais: o veneno não é lançado num fluxo, mas num borrifo com um padrão geométrico que é bastante adequado para atingir os olhos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário